Resenha: Dias Infinitos

Resenha por Brunna Carolinne

Autora: Rebecca Maizel
Editora: Galera Record
Número de páginas: 384

Após passar séculos sendo uma vampira implacável, Lenah decidiu que quer voltar a ser humana. Conforme indicava um perigoso ritual, ela ficou 100 anos hibernando debaixo da terra. Lenah acorda no século XXI já como uma adolescente humana. Entretanto, para que a transformação seja concluída, mais uma etapa do ritual ainda precisa ser realizada: Rhode, o poderoso vampiro e grande amor da vida de Lenah, deve se sacrificar. E assim é feito. Agora Lenah consegue respirar, sentir, chorar e não mais tem que matar pessoas.
Completamente sozinha na escola Wickham, a jovem tem de encarar dias complicados. Ela tenta aprender as mínimas coisas do mundo moderno, que são bem diferentes de tudo que ela conhece, tem que lidar com provocações de outras garotas e uma incrível paixão por um rapaz esplêndido, mas, acima de tudo, tem que ter cuidado para que as pessoas não descubram seu maior segredo.
Acho que deu para perceber que Dias Infinitos é repleto de clichês - protagonista precisa se adaptar a uma nova realidade, é detestada por garota popular da escola, se apaixona por garoto maravilhoso e ainda tem vampiros. Só que ele também é bem original em certos pontos - as "regras" que regem a existência dos vampiros são próprias desse livro (ou pelo menos eu nunca as vi antes), não esquecendo que aqui é um ex-vampiro (?) se adaptando à nova condição de ser humano (e não o contrário, como geralmente acontece).
Em diversos momentos eu fiquei sem saber o que pensar sobre alguns personagens, pois eles meio que mudavam de personalidade. É difícil explicar, mas imaginem que X despreza Y com todas as forças, só que, alguns dias depois, X se apaixona por Y. Assim, do nada. Nem conversaram. Acontecem situações semelhantes aqui. Não sei se eles realmente modificavam a personalidade ou apenas mostravam uma outra parte dela desconhecida até então, só sei que isso me causou certa estranheza.
A história, que é contada pela própria Lenah, é, de certa forma, envolvente e deixa o leitor vidrado. Só que a narrativa contém um inconveniente: a utilização de flashbacks, em que algumas cenas do passado da Lenah são retratadas. Esses flashbacks quebraram demais o ritmo da leitura, eu os achei enfadonhos e foram poucos os que me agradaram.
Bem próximo do final, algumas coisas inesperadas acontecem e fica praticamente impossível largar o livro. Eu virava as folhas em uma velocidade descomunal, ávida para saber logo como tudo se resolveria (ou não). A última página me deixou em choque. Nem em um milhão de anos eu iria pensar que poderia acontecer aquilo. E eu não gostei nem um pouquinho. Fico imaginando o quê raios a autora reservou para os próximos volumes dessa série (nem sei se os lerei).
Dias Infinitos é meio termo - tem muitas partes excelentes e várias fatigantes. Ainda assim eu estaria pronta para indicá-lo de olhos fechados, porque, em algumas páginas já próximas do desfecho, ele não oscila, fica ótimo o tempo inteiro, mas a última folha conseguiu me chatear e desanimar profundamente. Então, o conselho que dou é: se estiver curioso, leia.

5 comentários:

  1. Estou curiosa, ia até comprar - rsrs. Mas depois de sua resenha, vou esperar mais!!!

    http://leitoracomamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oieee, desde que fiquei sabendo do lançamento, fiquei doida pelo livro, eu amo histórias com vampiros então imagina só! Totalmente original, este livro me interessou mto!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  3. Oi, Brunna!
    Fiquei curiosa, mesmo porque eu adoro clichês adolescentes e de vampiros, haha.
    E esse parece diferente, principalmente do fato de ela voltar a ser humana.
    Não conhecia essa série e agora quero ler, mesmo com as partes fatigantes.
    :D

    Beijooooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Brunna!
    Poxa vou ser sincera, não fiquei muito animada em ler esse livro não. Me pareceu tão paradinho, tão sem sal :/ Fora que já li tanta coisa parecida...
    Mas sua resenha está muito bem escrita! Principalmente tratando de pontos importantes pro pessoal decidir se lê ou não, hehe.

    Um abraço,
    winterbird.com.br

    ResponderExcluir
  5. Brunna sua resenha ficou muito boa porque além de vc dar uma visão geral do que esperar do livro, vc aponta o que te agradou e desagradou. Confesso que fiquei curiosa para ler, mas não chega a ser uma prioridade. Valeu pela sugestão e parabéns pela leitura!!!

    Te espero aqui: Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!