Resenha: Corações de Alcachofra

Resenha por Brunna Carolinne

Autora: Sita Brahmachari
Editora: Galera Junior
Número de páginas: 320

Mira Levenson tem 12 anos e está deixando a infância. Em um curto período, ela tem a primeira menstruação, começa a se apaixonar por um garoto e descobre que a avó está morrendo por causa de um câncer. É bastante coisa para a garota conseguir lidar. E tudo ao mesmo tempo!
Aproveitando o diário que ganhou de presente de aniversário e a atividade que a escritora Pat Print passou no clube de literatura que Mira começou a frequentar, a jovem registra o que acontece em seus dias, seus segredos, questionamentos e desejos, enquanto vai descobrindo a própria personalidade e entendendo algumas questões do coração.
Mira é um amorzinho. Eu poderia ter me apegado bem mais a ela, mas as ações dela foram suficientes para aquecer meu coração e colocar um sorriso bobo em meus lábios. Ela faz perguntas sobre a vida, amor e morte. E é incrível acompanhá-la tentando entender alguns pontos relacionados a esses assuntos.
Mais bonitinho ainda era ela animada e assustada com os sentimentos secretos que passou a nutrir por Jidé Jackson. Aliás, este é outro personagem amorzinho. Com uma história de vida incrível, Jidé foi me conquistando aos poucos, e, quando notei, eu já estava completamente encantada por ele. As cenas dele interagindo com a Mira eram sempre ótimas.
As aulas com Pat Print também são garantia de momentos prazerosos para o leitor. É durante essas aulas que Mira vai se descobrindo e se revelando. Além disso, Pat passa atividades interessantíssimas e, durante a leitura, eu até ficava bastante ansiosa para saber qual seria a próxima. haha
O tempo que Mira fica com a família, que, diga-se de passagem, ocupa bastante espaço da trama, não foram tão agradáveis para mim (com honráveis exceções). Ela interage (e bem) com eles, só que quase nada me tocava. Lembro de apenas alguns poucos casos, como, por exemplo, quando ela precisa pegar alguns itens na casa da avó e vai às pressas com o pai para o hospital. Ambos fizeram brutas lágrimas surgirem em meus olhos.
Corações de Alcachofra poderia ter uma narrativa mais fluida e envolvente, com até mesmo mais algumas cenas verdadeiramente tocantes, mas nem por isso ele deixa de ser agradável, meigo e que, no final, deixa o leitor com uma sensação de leveza e tranquilidade.
"São essas as coisas que você tem de saber... a data e a hora em que as pessoas morrem e nascem."
pág. 267

2 comentários:

  1. Gostei da resenha Brunna. Apesar de parecer ser um livro bem teen e não muito denso, aparenta ser muito fofo. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. É um livro que tem que ser lido na idade certa por certas adolescentes que se questionam sobre muitas coisas, né?

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!