Resenha: Cinderela Pop

Image and video hosting by TinyPic
Resenha por Brunna Carolinne

Autora: Paula Pimenta
Editora: Galera Record
Número de páginas: 160

Cintia nunca imaginou que sua vida fosse mudar tanto, ainda mais de uma hora para outra. Filha única, ela morava com o pai e a mãe, paquerava vários rapazes e sonhava em encontrar um príncipe. Mas esse mundo foi destruído depois que o pai traiu a família inteira.
Agora, Cintia está morando na casa da tia, enquanto a mãe está trabalhando no Japão. A garota não acredita mais no amor, nem mesmo dá bola para os meninos. Até o estilo de se vestir mudou. Apenas a paixão pela música continua intacta.
Só que a vida sempre tem surpresinhas escondidas. Cintia conhece um garoto que vai abalar as estruturas do seu coração. Ele tem vários assuntos em comum com ela, mas diversos diferentes também. E, o mais importante: ele parece compreender e enxergar Cintia como ela realmente é.
Versão estendida do conto homônimo presente em O Livro das Princesas (que eu não li #shameonme), Cinderela Pop é o segundo volume da coleção "Princesas Modernas" escrita pela Paula Pimenta. Mesmo contendo vários pontos que me desagradaram, assim que finalizei a leitura de Princesa Adormecida, primeiro livro dessa série, eu queria conferir mais releituras feitas pela autora. E Cinderela Pop foi uma grata surpresa.
Aqui, a "princesa" não é bobinha, nem mimada, muito menos digna de uns murros. Cintia é forte, decidida, tem opiniões próprias e não é de levar desaforo para casa. Conseguem ver meus olhos brilhando? *-* A garota sofreu um grande baque quando menor, e eu entendi perfeitamente as atitudes que ela tomou a partir de então. Nada melhor quando o autor convence o leitor, né?
O "príncipe" parece até de outro mundo. É um encanto só! Ele aparece pouco, mas dá para sentir o quanto é especial. Inclusive, eu queria que tivessem mais momentos com ele, e não somente que falassem dele. A "madrasta" é digna de toda raiva que tem no planeta. Que mulher desprezível! Em incontáveis cenas eu queria encher a cara dela de tapa. É sério. Aliás, senti falta de explicarem o que aconteceu com essa vaca e com o pai da Cintia (que também foi alvo de minha fúria) no final.
Assim que finalizei a leitura de Cinderela Pop, tive certeza de que irei conferir todas as obras que a Paula Pimenta escrever. A autora tem o dom de fazer tramas leves, divertidas e que dá para ler em um piscar de olhos. E eu simplesmente amo tudo isso! Ainda mais se for releitura. Já estou ansiosíssima para que os livros dela sobre Branca de NeveAriel e Bela (e a Fera - meu conto de fadas favorito) sejam lançados.
"(...) [O amor] Simplesmente não existe, é uma coisa que os filmes e livros colocam na cabeça das pessoas e todo mundo sai acreditando, desejando tanto que aconteça, que acaba se apaixonando pelo primeiro ser humano que passa pela frente, simplesmente porque a pessoa sorri, ou é educada (...)"
pág. 63

3 comentários:

  1. Oi Brunna, tudo bem?
    Eu tenho Princesa Adormecida, mas ainda não peguei para ler.
    Por isso nem estava sabendo deste. Sua resenha me deixou bem curiosa...
    E a história parece ser bem legal.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Comprei desde lançamento, e você acredita que até hoje não li?? Mas depois de sua resenha - falando tão bem., vou acabar lendo!!

    http://leitoracomamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha, mais uma vez vc soube desenvolver sua opinião de forma leve, objetiva e cheia de personalidade, parabéns!!!
    Sou suspeita para falar porque já li praticamente todos os livros da Paula Pimenta e agora em julho (meu aniversário) pretendo comprar Cinderela Pop e Minha vida fora de série 3 para completar minha coleção. E assim como vc também pretendo continuar lendo tudo que essa Diva lançar!!!
    Abração!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!