Resenha: O Falso Príncipe

Resenha por Brunna Carolinne

Autora: Jennifer A. Nielsen
Editora: Verus
Número de páginas: 298

Carthya é um reino que está passando por várias ameaças de guerra e, para tentar solucionar esse problema, Conner, um dos nobres regentes, elabora um plano mais do que ousado: fazer um órfão se passar pelo filho caçula do Rei, Príncipe Jaron, que há muito tempo foi dado como morto (apesar de seu corpo nunca ter sido encontrado) e, assim, fazê-lo assumir o trono.
Para dar vida a seu plano, Conner escolhe quatro jovens órfãos (que acredita terem semelhanças físicas com Jaron) para ensiná-los, em duas semanas, a se comportarem como nobres. Agora os meninos terão que competir para ser o escolhido de Conner, senão, quem sabe o que pode acontecer...
Um desses garotos é Sage, um órfão ladrãozinho muito esperto e destemido. Fala tudo o que pensa, parece não ter medo das consequências. É rebelde, teimoso, intransigente, inconsequente, intolerante, petulante e metido a engraçadinho. Ele não confia nada, nada em Conner, mas sabe que terá que disputar para ser o escolhido, sua vida depende disso (literalmente). Sage sabe que suas chances são mínimas, mas ele tem seus próprios planos para sobreviver.
Quão brilhante é esse livro! Não há palavra melhor para descrevê-lo. A autora soube conduzir perfeitamente a história, deixando os leitores alucinados querendo saber o desfecho, e que desfecho! Ela não deixa tudo para o final, vai dando pistas do que irá acontecer e soltando tudo aos poucos.
Apesar de ser narrado em primeira pessoa por Sage, ele não nos conta tudo o que faz ou pensa, e isso é o melhor de tudo, porque é assim mesmo que o garoto é, mentiroso e sempre com algum trunfo debaixo da manga, o que possibilita causar surpresa no leitor.
Os personagens são os melhores possíveis, ninguém é 100% bom, afinal, são humanos e têm suas próprias ambições. Sage é o tipo de protagonista que não tem como cansar de acompanhar. É muito divertido, com suas piadinhas geniais, mas também chega a dar medo de seu atrevimento, pois se sabe que a qualquer momento ele pode se dar mal. A narrativa é intensa, fascinante e envolvente. Tudo tem o momento certo de acontecer e quando menos se espera a resposta aparece.
Dois argumentos/acontecimentos não foram capaz de me convencer completamente, mas isso perto da genialidade da história é até insignificante. Não é possível atribuir alguma nota que não seja máxima para essa obra.
A edição da editora Verus está impecável, em todos os sentidos. Capa linda, metalizada e com cores vivas. Diagramação simples, mas bonita. Sem erro nenhum de digitação, muito menos de português.
Quem quer ler uma história genial, com personagens humanos e trama muito bem elaborada, sem aquilo de fantasia, mas muita aventura e emoção, O Falso Príncipe é mais do que indicado. A série já até teve os direitos para adaptação adquiridos e logo essa bela obra ganhará vida.

2 comentários:

  1. ameiiii o livrooo já li 2 vezes e ameiii sua resenha bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Willian Zanardi04/03/2014 20:38

      voce pode me passar a resenha dele, do começo ao fim ?

      Excluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!