Resenha: O Poder dos Seis


Resenha por Brunna Carolinne

Autor: Pittacus Lore
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 319

ATENÇÃO: Esta resenha pode conter spoilers do livro anterior da série Os Legados de Lorien. Confira a resenha de Eu Sou O Número Quatro aqui.

Os Legados de Lorien é, oficialmente, uma das minhas séries preferidas. Se achei Eu Sou O Número Quatro bom, O Poder dos Seis ainda conseguiu ser melhor.
O livro começa sendo narrado por Marina, uma dos nove Gardes que vieram para a Terra. Ela está vivendo em um convento/orfanato na Espanha jundo com sua Cêpan, Adelina, que, depois de chegar ao convento, esqueceu de sua missão. Mas Marina, ou se preferir, Número Sete, não vê a hora de sair do convento e procurar os outros Gardes, com ou sem Adelina! Agora que ela encontrou na Internet uma notícia sobre um tal de John Smith que está sendo caçado pela polícia dos Estados Unidos sua fé em Lorien está ainda mais forte, já que ela acredita, com todas as suas forças, que esse John é um dos Gardes. Ela pensa em procurá-lo para começar a montar forças para a guerra final!
Sua vida na Espanha até que é um pouco paradinha, mas tem o Héctor, um rapaz que me conquistou rapidinho, e Ella, uma menina de sete anos que perdeu os pais em um acidente e foi para o orfanato. As duas logo se tornam amigas. Ella é uma fofa, meiga, tem um jeitinho todo especial, também me conquistou.
Há alguns momentos em Marina acha que os mogadorianos a encontraram e a qualquer momento podem fazer mal a ela. Essas partes dão um gás em tanto na narração dela pra não ficar monótona.
Mas não é só a Marina narrando o tempo todo. O Poder dos Seis é intercalado com capítulos de John também. Depois dele fugir de Paradise com Seis, Sam e Bernie Kosar, os quatro estão sempre fugindo dos mogadorianos e da polícia também.
Esse livro nos dá muitas respostas: o que aconteceu com o pai do Sam, o que tem na arca de Jonh e para que servem as coisas que têm lá dentro, fala sobre a tal outra nave que veio para a Terra(aquela em que o John tinha vários sonhos), ficamos sabendo mais da vida de Seis e o que ela fez e onde estava antes de conhecer o John e o Sam, conhecemos mais Gardes(AMO conhece-los (: ), enfim. Mas também surgem outras perguntas e ainda há os diversos perigos de sempre né?
Uma coisa que eu não gostei nesse livro é do John ter seus sentimentos divididos entre Sarah e Seis. Aí têm partes em que ele pensa em ligar para a Sarah, mas lembra que isso a meteria um tremendo perigo. Aí a Seis entra em cena. Achei essas partes em que ele tem esse conflitos internos tão chatinhas... Além do que, no primeiro livro, ele enfrentou tantos perigos porque acreditava amá-la e agora está sentindo essa atração pela Seis. Sem contar no Sam, que gosta dela e o John sempre soube disso, mas, para mim, pareceu que, em seu íntimo, ele até que gosta de disputar com o Sam. Fora isso, gostei de tudo.
Eles ficam treinando também, até o Sam começa a lutar.
A leitura flui muito rápido, não é um livro parado, tem bastante ação, emoção e mistério também. Há o ramancezinho, mas prefiro não comentar mais essa parte que me irritou.
Super recomendo! Pittacus Lore arrasou!

2 comentários:

  1. Gostei mto do gancho para o próximo livro, mas algo me diz q o 9 é meio chato....
    E ainda acho a 6 foda...kkkkk

    Andy_Mon Petit Poison

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!